Bem-vindos

Olá, sejam bem-vindos ao meu blog e fiquem a vontade para pesquisar.
Se você tiver alguma dúvida sobre o assunto abordado, deixe comentário na postagem, que estarei respondendo.
beijos

Períodos Iniciais da História

sábado, 29 de maio de 2010 · 0 comentários

GENERAL, QUAL EXÉRCITO? O DE MARTE?

terça-feira, 25 de maio de 2010 · 0 comentários

Artigo escrito pelo Capitão Marinho

artigo intitulado: GENERAL, QUAL EXÉRCITO? O DE MARTE? Abaixo, segue o texto:

Causou-me muita estranheza a entrevista que o general Maynard Santa Rosa concedeu ao jornal “Folha de São Paulo” no dia 17 de maio de 2010. Ele acusa o Presidente da República de totalitário e intolerante, o povo brasileiro de omisso e sem opinião e diz que o pensamento dele é coincidente com 95% dos militares do Exército.

Este general, que a reportagem chamou de raro por ser um militar que externa seu pensamento em público, deveria ter mais cautela com as palavras, pois ele pode ficar constrangido quando o “povo sem opinião” souber que o general que questiona Dilma Roussef (querendo saber quantos ela torturou), com a tinta da sua caneta fragmentou centenas de famílias brasileiras. Imagine se esse “povo omisso” souber que o mesmo general que chama o Presidente da República de totalitário e se diz defensor da instituição militar, obrigou oficiais a comandarem quartéis? Pode existir ameaça maior a Soberania Nacional do que o fato de existirem quartéis em que o comandante está obrigado a exercer a função? Ah... falando em hierarquia, não podemos esquecer que este militar, ainda que seja “general de pijamas” é hierarquicamente subordinado ao Presidente da República – Comandante Supremo das Forças Armadas. Entretanto, vou encarar como algo constitucional a sua opinião, pois é livre a manifestação de pensamento (Art 5º, IV da Constituição Federal), consequentemente, também externo a minha. Se ele pode manifestar opinião, eu também posso, e não abro mão dos meus direitos de cidadão e negro, conquistados às custas de muito sangue, suor, lágrimas e castigos físicos dos que me antecederam, que este general faz questão de ignorar.

O general Santa Rosa é contrário a benefícios dados a qualquer segmento minoritário, sua opinião é legítima e entendo perfeitamente! Ele não aceita que o Governo Federal conceda benefícios a negros e índios, mas usufruiu por mais de uma década de passagens áreas, motorista, segurança, escolta por batedores, cozinheiro, mansões, diárias e outros inúmeros “serviçais” as custas do dinheiro público. Conheço o protocolo do cargo, entretanto não posso achar normal que milhares de soldados (A GRANDE MAIORIA NEGROS E ÍNDIOS) cheguem a trabalhar três vezes mais o estabelecido pela Constituição, no período de licenciamento,verdadeiro trabalho escravo em pleno Estado Democrático de Direito! Nunca ouvi ou vi, deste general, um discurso ou alguma conduta no sentido de mudar essa carga de trabalho. No período de licenciamento, os soldados entram de serviço, normalmente, às 08:00 da manhã e são substituído no outro dia às 08:00 da manhã, permanecendo, muitas vezes, nos quartéis até às 17:00h, para no outro dia de manhã, novamente, entrar na escala viciosa de TRINTA E TRÊS HORAS DE TRABALHO PARA QUINZE HORAS DE DESCANSO! Meus amigos perguntem para qualquer militar ou ex-militar do Exército se estou falando alguma sandice? Sem contar às vezes que estes militares se alimentaram somente de rizoto ou arroz carreteiro para que o general comesse filé mignon ao molho de madeira por ocasião das suas visitas aos quartéis. É óbvio que ele não pode aceitar que o presidente Lula conceda benefícios para negros e índios, a fim de que estes sejam iguais aos outros, entretanto dizer que o Presidente que implantar no Brasil um regime comunista totalitário chega a ser uma atitude totalmente desesperadora, para não dizer que este general teve uma postura pequinês!

Concluindo, o quê mais me causou espanto na entrevista do general foi ele citar a Constituição para chamar o Presidente Lula de intolerante. Eu podia jurar que ele não sabia da existência dela – nossa lei Maior! Na sua gestão frente ao Departamento-Geral de Pessoal do Exército, o general Maynard Santa Rosa foi um antidemocrata e desconhecedor da Constituição, causando centenas, quiçá milhares, de processos judiciais contra as suas decisões, além de causar insatisfação na tropa, e quando faltava apenas um mês para ele ser pego pela compulsória e perder toda sua regalia, ele começou a sai disparando bravatas e criticar o Comandante Supremo das Forças Armadas – Presidente Lula – vestindo-se na pele de um cordeirinho e dizendo-se receoso com o “revanchismo” que seria causado pelo Plano Nacional de Direitos Humanos. Por fim, vivemos em um país democrático e o Excelentíssimo Senhor General pode falar o que quiser, entretanto quando diz que 95% dos militares do Exército pensam como ele, sinto-me na obrigação moral de perguntar: general, qual Exército? O de Marte?

Se possível: comentem e divulguem.

O debate é salutar e todos ganham!

Boa leitura,



Postagens Recentes

Comentários Recentes

Seguidores